A Menina Submersa, Caitlín R. Kiernan


Com uma narração intrigante, não linear e uma prosa magnífica, Caitlín vai moldando a sua obsessiva personagem. Imp é uma narradora não confiável e que testa o leitor durante toda a viagem, interrompe a si mesma, insere contos que escreveu, pedaços de poesia, descrições de quadros e referências a artistas reais e imaginários durante a narrativa. Ao fazer isso, a autora consegue criar algo inteiramente novo dentro do mundo do horror, da fantasia e do thriller psicológico.

Resultado de imagem para darksidebooks

A personagem apresentada aqui, Imp, nos leva, literalmente, para todas as suas memórias, como se estivéssemos realmente submersos e presos a somente o que sua visão e pensamentos mostram.

Imp é uma personagem ame ou odeie. Quando por um lado ela nos cativa com suas narrativas e pensamentos, por outro ela nos deixa confusos e transtornados.

A trajetória do livro ás vezes se torna cansativa e desanimadora, como se estivéssemos presos dentro de um labirinto e nunca encontrássemos a saída. Mas isso é, com certeza, um dos pontos fortes do livro. Caitlín escreve de forma crível, conseguindo transbordar pelas páginas da escrita sentimentos e sensações nunca antes provadas ou imaginadas.

É necessário persistir e se permitir viver esta jornada, pois no final talvez você seja surpreendido. Ou talvez não seja.

Aqui temos uma personagem com um certo transtorno mental (que eu não vou falar qual é, obviamente) e o mais difícil é tentar entender quando estamos lendo uma verdade ou apenas uma suposição, uma imaginação projetada na cabeça de Imp.

Em certos momentos do livro, podemos observar como telespectadores Imp escrevendo um livro, então, sem ao menos perceber, você já está em outra história, com outros protagonistas. Aliás, uma protagonista: a mente incrível de Imp.

Este não é um livro para poucos, pois é necessário talvez ter uma grande empatia pela personagem, ou tudo pode ir por água baixo e você desistir do livro por não conseguir compreender todas as confusões mentais que existem na personagem principal.

Apesar de um pouco melancólico, há uma mistura de thriller com drama que faz com que a história cause arrepios e talvez até pesadelos para o leitor.

 

 

Vocês já leram esse livro? O que acharam? Conte para mim nos comentários, vou adorar saber 

-Cherry Moon

4/5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *