IT, A COISA (2017)

Diferente de maioria dos filmes de terror que tem o intuito de causar susto no telespectador, It nos traz um universo diferente. Apesar de estar na categoria ‘terror’ não podemos generalizar. Afinal, há diversas formas de trabalhar o medo no cinema para deixar a quem assiste desconfortável ou com medo. Claro que, se o seu medo realmente for palhaços, você não deveria nem ao menos assistir esse filme, já que sim há cenas bem trabalhadas que podem causar um leve susto, mesmo não sendo este o intuito do filme.

A nova adaptação de Stephen King nos traz uma trama que trabalha com diversas questões sociais como o bullying e a pedofilia. O personagem ‘Pennywise’ é uma metáfora da crueldade e da podridão que um ser humano pode ser.

O início do filme é a mesma que a cena inicial do livro, onde vemos Bill e seu irmão caçula Georgie fazendo um barco de papel, para que o mais novo possa brincar fora de casa. Assim que ele sai, o barquinho segue a correnteza até parar em um bueiro, onde então ele conhece Pennywise pela primeira vez. A inocência do garoto é muito marcante nesta cena, pois o menino não acredita que aquele palhaço possa lhe causar algum mal. Assim que o irmão caçula desaparece, Bill e seus amigos (o “clube dos perdedores”) começam uma aventura para descobrir não só o que houve com Georgie, mas também com os outros desaparecimentos que vem acontecendo.

O roteiro ainda conta com momentos de alivio cômico, para tentar fazer com que o espectador esqueça do terror existente. E é aí que entra Pennywise, para mostrar que aquele momento de felicidade não irá durar muito tempo. Presenciamos um grupo de amigos que precisam se unir e amadurecer de alguma forma para poder enfrentar o palhaço.

A ideia do filme é mostrar como o ser humano pode ser muito mais assustador que um palhaço assassino. E que a crueldade ás vezes está naquele que nos estendeu a mão. É uma narrativa que utiliza dos elementos do terror para criar uma trama de amadurecimento e conhecimento.

4/5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *